sábado, 18 de outubro de 2008

me agarré un pedo

oi, gente. pra variar, eu estou bêbada - e isso é um grande impulso para escrever baboseiras aqui no blogue. como vocês devem saber.

ah, oi.

então. como vocês devem saber, hoje é sexta - merda! sábado - e o clube decadente do lado da minha casa está com o volume no último. ou nas últimas. enfim. de qualquer maneira, ao contrário do que possa aparecer, isso quase nunca atrapalhou meu sono: na verdade, normalmente eu acho só engraçado, e pensar numa festa de formatura ou num casamento parecendo um baile da terceira idade - nada contra a terceira idade, tudo contra matinês - , beleza, parecendo uma matinê de cidade de interior - que aliás eu já frequentei mais do que eu devia - é uma idéia que me faz viajar e dormir. como vocês sabem, o único barulho capaz de me acordar às 4 horas da manhã, de sobressalto, é o de passarinhos. pelo absurdo.

adoro a selva de pedra.

reconheci!- a música. ê-ô (ê-ô) êaêaô (êaêaô) cheguei, eu fiquei, balancei, vivei, o araketu me fez dançar joga as maõzinhas pra lá. o que eu disse? matinê de cidade de interior.

é melhor eu não continuar. vocês sabem o que aconteceu da última vez que eu resolvi escrever sobre a música da balada aqui do lado. pra quem não sabe, resta dizer que tinha telletubies.

me lembrem amanhã de escrever sobre a oficina de contos, ok?

3 comentários:

vina apsara disse...

"vivei"???

:: disse...

oficina de contos is a lie.

LRP disse...

haha!