domingo, 16 de novembro de 2008

bring me your dreams

oi, gente. tudo bem? como vai a vida?
é.
só vim pra dar oi mesmo.
não, não tô bêbada... não hoje.
vou estragar o blogue falando de mim mesma. (vinadrama?, não ainda)

queria escrever que nem nos quadrinhos, que eles sempre colocam uma palavra em negrito. mas negrito é meio brega, então eu colocaria em itálico, uma palavra por frase, assim, pra dar ritmo de quadrinho. não que você se importe. não que faça diferença. sei.

acho que eu tô assim porque o sandman acabou. sim, eu comecei a colecionar em 2000, exatamente na entre-safra de editoras, quando o quadrinho saiu da metal pesado, acho, e foi para uma outra, que no meio da estação das brumas faliu, faltando só um número para completar o arco. coloca aí mais alguns anos pra conseguir achar a tal da sandman número 26, eu acho, que eu finalmente encontrei um pouco depois de lançarem estação das brumas pela conrad. aliás, comprei o número que saiu pela primeira vez no brasil, pela globo, na banca mesmo, com papel de revistinha - e que o neil gaiman não deixa de dizer que é a melhor edição do mundo. hoje que eu tenho uns cinco volumes desse de capa dura da conrad (e mais não sei quantos pela editora que veio depois da metal pesado) vejo muito clara essa diferença. tipo no penúltimo arco, o entes queridos: um dos artistas faz um desenho meio nanquim, com muitos pontos sobrando, meio arenal, sei lá, essa idéia que está tudo dissolvendo. só que não dá pra ver direito na versão nova porque, segundo a lina, o acabamento da impressão fez suprimir o efeito meio grosseiro de como se imprimia até a década de noventa, mais ou menos a diferença de vinil pra cd. enfim, enfim.

não sejamos puristas: o grande problema da edição da conrad é a tosquice da tradução. daniel pelizzari, seu merda. fez as fúrias chamarem biscoito de bolacha, a delírio se chamar delirium, o morfeu ser chamado de morpheus (o orfeu de orpheus, etc etc), e o lucien, o bibliotecário nerd de fala empoada, dizer "nada a ver". sem contar as expressões traduzidas ao pé da letra, a inabilidade de distinguir o inglês europeu do americano e o fato de trasformar os diálogos em filmes do charles browson, com as pessoas se gritando "bastardo!". me arrependi mesmo de ter comprado, era melhor ter encomendado tudo em inglês mesmo. MEU INGLÊS TOSCO, pelo menos meu.

enfim, enfim. rabugices à parte, foi difícil terminar. quer dizer, aí passaram 8 anos da minha vida, procurando e procurando. li todas as coisas do sandman. os dois arcos da morte, os dois das fúrias, alguma coisa do lúcifer, o arco da (merda, qual o nome daquela bruxinha?) tess.... tess... ah, tessaly. o arco do merv, e my personal favorite, o que eu levei mais tempo pra completar, o arco do destino. muito dinheiro pro sr. gaiman. muito.

e acabou. me sinto orfã, não sei o que dizer. aquela sensação depois que você lê um livro muito, muito longo. *suspiro

é isso aí, back to life.

8 comentários:

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Quel, não acabou pq vc comprou. Vc mesma indicou uma possibilidade: retificar a tradução, adaptando-a melhor ao estilo da série e menos aos apelos da "moda", como "Morpheus". Eu deduzo que esse cara viu Matrix demais.

Pô, retraduza!

Ainda tem possibilidade de comprar tudo em francês, alemão, inglês.

Sem falar na possibiliade de vc mesma escrever algo usando esse universo. Embaraça com a Menina Shoyo e sua dupla personalidade Srta Apsara e põe um destino no meio, sei lá. Sei que rola uma desolada, mas a vida segue, inclusive com Sandman! =)

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Destiny, Destiny protect me from the world! - Radiohead, na sensacional, fenomenal, absurdamente empolgante "Anyone Can Play Guitar"

Makaeh disse...

ah...é tipo quando a sensação de quando acaba o harry potter né?
(não me venha pagar de culta porque eu lembro muito bem daquela noite sombria que a gente alugou harry potter 1,2 e 3 pra ver numa noite soh, ok, dona raquel?)

vina apsara disse...

tá, eu confesso.

mas o harry potter teve uma queda profunda nos livros finais, e o último é o pior dos piores - segundo meu amigo, porque a j. k. rowling tava bêbada quando escreveu. ela mesma disse que terminar o harry potter foi como acabar um relacionamento. ou pior!

tem gente pra tudo nesse mundo...

lili disse...

tambem to nessa, quel...

e o ultimo harry potter é muito ruim, afe!

vina apsara disse...

o meu preferido é o 3o. Depois que o Sirius morreu, acabou o Harry Potter pra mim...

mentira, o do torneio tribuxo também é legal e o penultimo, o que o dumbledore morre, também.

Makaeh disse...

pois é, o ultimo é tenebroso! tava louco pra ver a hermione e o rony desenvolvendo o affair de forma digna!
mas o sexto eh divertido!

vina apsara disse...

"affair" é ótimo! tô imaginando harry potter na caras.

Rony e Hermione assumem affair em praia do Leblon