quinta-feira, 28 de abril de 2011

scream!


vocês podem me achar tosca, caros leitores, ao dizer que adorei pânico 4, mas serão desculpados porque isso só poderá querer dizer que vocês ainda não assistiram.

pela quarta vez, o diretor wes craven brinca com as regras do terror adolescente, mas desta vez levando a meta-narrativa a níveis esquizofrênicos, na medida em que os personagens discutem, exatamente, a meta-narrativa de horror.

também há um óbvio conflito geracional, presente inclusive nas salas de cinemas, onde nós, na casa dos trinta, vamos nos juntar a todos aqueles pré-adolescentes remelentos, twitando durante o filme grandes frases iluminadoras como "estou no cinema assistindo panico 4", ou fazendo rating do filme no facebook. (o que faz pânico 4 parecer uma versão de "a rede social" com muito sangue)

afinal, como diz uma das personagens, eu não preciso de amigos, preciso de fãs.

4 comentários:

Nathan disse...

Na casa dos 30? Só se for vc! Eu ainda tenho praticamente 20 anos...

Renata Cordeiro disse...

Tb fiquei sentida com esse negócio de casa dos 30.

Nai disse...

que história é essa de na casa dos 30? eu só vou chegar lá daqui a 10 anos...

Marcelo Pierotti disse...

Conflito de gerações... Eu nem sabia da existência de um quarto Pânico!