domingo, 28 de março de 2010

não consigo deixar muitos espaços numa folha de caderno. tenho que usar todos, com uma letra bem pequena, de uma forma bem econômica. acho que isso mostra minhas prioridades na vida. uma economia estúpida e um desprendimento para os outros, porque quando alguém me pede uma folha, eu arranco sem dó.

4 comentários:

Tata Marques disse...

Humm... Vc economiza para ser solidária. Fui com a sua cara.

Deia disse...

ahahah é uma opinião sobre o seu modo de ver. meu modo de ver esse mesmo xiste que eu tenho é simplesmente estético: grandes espaços vazios e inutilizados em letras pequenas ou as malditas pautas que estragam toda a dinâmica do texto que você está escrevendo. As palavras e frases no papel são nosso dia a dia, nada mais natural do que buscar harmonia neles...

Nai disse...

eu nunca consegui terminar um caderno e isso me incomoda profundamente. me sinto uma criminosa ambiental. daí eu rabisco, rabisco, e rabisco, pra dizer que não desperdicei tanto assim. mas ainda me incomoda.

vina apsara disse...

manda carta!