sábado, 5 de maio de 2007

biblioteca


Eu adoro essa foto. Tá, eu sei que ela não está inteira. Mas eu gosto de ver a expressão na cara dessas pessoas, a concentração requerida pela leitura, a calma, enfim, em um lugar completamente destruído.
Claro que isso dá ensejo para um discurso - largo e enfático - em defesa da literatura, a favor do escapismo e da matéria imaginária, mas eu prefiro fazer o que eles fazem: só observar.

4 comentários:

Babi disse...

Quando estamos concentrado em algo, pode estar desmoronando tudo que nem percebemos... já quando é algo sem graça ou que não nos chama a atenção... com qualquer besteira perdemos a concentração. Observar é um verbo que faz parte de "minha" gramática, aliás é o que mais tenho feito ultimamente: observar, analisar, ver e concluir.

vina apsara disse...

acho que concluir é o mais dificil

Anônimo disse...

Deixando de lado os devaneios mentais por um instante...

Uma biblioteca destruída é uma cena MUITO triste. :-(

W

vina apsara disse...

hahahaha! É verdade! Lembra muito o fim do nome da rosa - inclusive mais triste de ver no cinema.