segunda-feira, 7 de maio de 2007

bobeira de aeroporto

Tudo o que eu consigo pensar nesse momento é que eu já estaria em casa, agora, não nesse aeroporto fedorento. Paguei de importante, tirando o laptop da mochila, mas é que eu não consigo pensar em nada melhor pra fazer na próxima meia hora, sentada, ouvindo as vozes afetadas dos funcionários de companhia aérea, dizendo nomes estranhos nos auto-falantes. As pessoas que se atrasam para os vôos são, necessariamente, japonesas, coreanas, chinesas, árabes, armênias, russas, polonesas ou croatas. Pelo menos isso é divertido... E, em alguma dose, também ver as dondocas literalmente descerem do salto, dormirem em cima das próprias malas... Os executivos sentarem no chão para ligar o laptop na tomada...
Atenção clientes Gol do vôo 1210 para Brasília, Belém e Macapá, seu embarque está previsto para as vinte horas e trinta e cinco minutos, inicialmente pelo portão de número 19!
Grandes impulsos assassinos. Depois me dizem que um coreano matou sei-lá-quantas pessoas na escola, semana passada. Eu entendo o que ele sente. (Com certeza as aeromoças erram o nome dele no autofalante).
Eu sabia que isso ia acontecer, quer dizer, você paga 250 reais pra chegar logo em casa e na verdade está comprando trinta minutos de autofalante.
Atenção clientes Gol vôo 1210 com destino a Macapá. Afirmamos que a sua aeronave encontra-se no solo e dentro de instantes informaremos o número do seu novo portão de embarque!
Babaca.
Nessa meia hora, você reconsidera seriamente os seus motivos. Por que viajar justo hoje? Se alguém está em dúvida, tenho certeza que desiste.
Atenção clientes Gol vôo 1210. Seu portão de embarque mudou! O embarque – quando autorizado – será efetuado pelo portão de número 12!... piso SUPERIOR!
Ótimo, agora os executivos recolocam os sapatos, guardam os laptops e sobem as escadas... Uma mulher do meu lado arruma a própria bolsa para dormir. Faz sentido trazer um saco de dormir. Eu devia ter feito isso.
Estou namorando um chocolate há exatamente uma hora. Hmmm... Ele deve custar uns 30 reais, com certeza, o que em qualquer banca de jornal deve ser algo em torno de 3 reais.
Eu quero morrer.

4 comentários:

quello che parla italiano disse...

olha só q coincidencia: Semana passada li um conto do Ricardo Lisias ("Aeroporto de Cumbica, Guarulhos, São Paulo") e lembrei justamente de vc...

Anônimo disse...

Não morra. O mundo ficaria triste sem você.

Cara... você esperou quanto tempo no aeroporto?

Beijos,
W

vina apsara disse...

esse dia? uma hora e meia. Mas já bati o recorde de 27 horas no total (atraso + cancelamento + remarcaçãp + atraso).

Anônimo disse...

!!!!!!!

Sem palavras...

W