terça-feira, 9 de dezembro de 2008

eu sou contra

se você ficar um mês sem escrever, pode ter certeza que não vai escrever nunca mais: seu blogue vai morrer, você vai ter mil blogues cada um com um post e as pessoas que te lêem vão esquecer que o seu blogue existe.

a meta é um por semana.

valendo!

20 comentários:

vina apsara disse...

putz, eu peco mais no número 6...

Ca disse...

mas escrevendo o que vem na cabeça as coisas ficam mais engraçadas!

(eu tive essa experiência no meu ex-blog)

vina apsara disse...

simplesmente não dá pra fazer as coisas de outro jeito, cara, só chinelão...

LRP disse...

eu peco no 2... mas sou forte aliado nesta campanha contra slow blogging, vai? mesmo só com poesia eu publica pacas.

vina apsara disse...

total, cara.

e quanto mais besteira, melhor.

se eu quero ler alguma coisa séria, eu pego um livro.

aliás, o seu blogue tem uma grande vantagem - em relacao ao livro, digo - pq dá pra aliar imagem e poema, e eu acho que isso rende muito. ainda mais com a liberdade que a tinta NÃO dá. já pensou nisso? ainda acha que quer escrever um livro, eim eim eim???

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Ei, como assim se eu quero ler alguma coisa séria, eu pego um livro. Nem todo blog é momento diário ou Overbook, não, poxa.

Sem falar nos inúmeros livros não sérios que rolam por aí. Aliás, isso dá um belo post...

Bom, slow blogging é com certeza uma campanha de algum(a) blogueiro(a) muito esperto(a) que só quer fazer com que os outros blogs fiquem para trás. Não caiam nessa! ;p

vina apsara disse...

na verdade, eu to brincando. mó leio o blogue do suricate, o seu, que são mais sérios que o meu, com certeza.

mas a idéia de que você precisa "refletir antes de escrever", como se voce meditasse , pra mim parece muito ante-bloguística - já que os posts são normalmente textos curtos e serão sempre seguidos por outros posts que os substituirão. saca? é um lance meio imediato, que não é nem um pouco ruim e não tem nada a ver com fast food.

mas "ficar pra trás" é meio muito forte tb. a grande vantagem dos blogues é que eles podem ser muitíssimos pessoais, e por isso insubstituíveis!

vina apsara disse...

fui séria agora, eu acho.

vina apsara disse...

aliás, eu ando pensando muito nisso aqui:

http://www.revistaenie.clarin.com/notas/2008/11/14/_-01803334.htm

que é basicamente os ex-blogueiros dizendo que tudo o que é bom se publica. nossa, nessa hora eu pensei no blog do mateo (http://seexactamenteloquehago.blogspot.com)
e pensei que TODOS os autores jovens que eu leio estão na internet.

menos o kümmel.

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Esse meu "ficar pra trás" era meio irônico/sarcástico. Num ficou muito claro, eu sei.

Assim, acho que pensar muito acaba sendo inevitável a uma certa altura, e quando o blog morre, como vc bem disse. Aí tem que se desprender e postar qualquer coisa, valendo-se da liberdade. Mas, vez ou outra, é bom postar algo que valha a pena ser lido.

Legal é quando, sem pensar muito, a gente posta algo legal. Aí é só alegria. =)

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Pô, quando é que vamos roubar os texto dele e publicar na internet?!

Eu lembro que pensei nisso no dia que fomos ver a Doda cantando (ou era alguém tocando?) num pub no Sudoeste.

Já faz anos isso...

vina apsara disse...

pois é, mas meu ponto é que o "vale a pena ser lido" pode muito bem ser alguma coisa tosca que voce escreveu em dez minutos. o lance é que essas coisas espontâneas SÓ têm espaço no blogue. não tem outro suporte onde elas podem existir. e isso é muito bom, quer dizer, que possam existir as coisas sérias e as coisas chulé, e mais ainda: que essas coisas possam se mesclar, se identificar, de forma que não haja uma diferença tão clara entre uma e outra, e que isso prove que no final não tem mesmo diferença - a diferença é o tom.

eu sou a favor.

viva a poesia tupperware!

vina apsara disse...

como faz link mesmo?

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Adorei o site espanho. Juro que não ri lendo. Sério, você poderia traduzir esse post pra mim, Quel?

vina apsara disse...

qual post? do mateo ou do ñ?

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

Hahahah

Assim:

<a href="html://....">TEXTO PARA CLICAR E ABRIR O HIPERLINK</a>

Os sinais de maior "<" e menor ">", respectivamente, abrem e fecham o código html; já o "href" é a referência da página que será aberta

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

O texto espanhol de que gostei foi o do ñ. Bom, fica o pedido de tradução.

O do mateo me deu preguiça de entender. Legal ele ter ganahdo um premio sem o juri ter lido o blog. Fora isso, acho que o visual do blog me afastou. Dou uma segunda chance?

vina apsara disse...

traduzi já.

putz, você sabe que ele mudou o template hoje? também não gostei... mas os posts são ótimos, acho que é um dos blogues que eu mais gosto, mas também acho que é o espanhol mais difícil.

júlia disse...

cara
acho isso uma bobagem sem tamanho
se conter num blogue
por favor né
gente
pudor tem hora e lugar
mas num blogue?
pfffffff

vina apsara disse...

putz, é verdade... não faz o menor sentido...